terça-feira, 20 de abril de 2010

1,2,3,4,5,6,7...

...8,9,10
Deus... me livre da minha chatice.
quantos dias faltam para 30 de abril???
désopiler

segunda-feira, 19 de abril de 2010

deliciosamente... blefe!!!


18.04.2010
céu azul, vento de outono, tarde de descanso... e bolo de canela... o meu!
obrigada

sábado, 17 de abril de 2010

Exú cria a desordem para estabelecer a ordem...

ele é a ligação do mundo...

Padê Onã
(Douglas Germano)

Laroiê Bará
Abra caminho dos passos
Abra caminho do olhar
Abra caminho tranquilo pra eu passar

LAroiê Eleguá
Dobra o mal de joelhos
Só levantando o ogó
Dobra a força dos braços que eu vou só

Laroiê Legba
Guarda ilê, onã, orun
Cobá xirê dese funfun
Cuida de mim que eu vou pra te saudar

simbora que hoje a festa é de gala.
désopiler


quinta-feira, 15 de abril de 2010

tratamento

RECEITUÁRIO:

01 pouquinho de carinho
01 pirulito
01 beijinho

curativo

... tem gente que não tá afim de vibrar com a nossa alegria...
fazer o que?
chorar? pode ser também...
se dói?
chora!!
mas lembra que tem sempre um curativo na caixa de primeiros socorros...
e sobre a mesa... um caderninho de vergonhas.
désopiler

Flor De Azeviche (menos Só)

Zeca Baleiro

Quando você pinta tinta nessa tela cinza
Quando você passa doce dessa fruta passa
Quando você entra mãe benta amor aos pedaços
Quando você chega nega fulô
Boneca de piche, flor de azeviche


Você me faz parecer menos só, menos sozinho
Você me faz parecer menos pó, menos pozinho


Quando você fala bala no meu velho oeste
Quando você dança lança flecha estilingue
Quando você olha molha meu olho que não crê
Quando você pousa mariposa morna lisa
O sangue encharca a camisa


Você me faz parecer menos só, menos sozinho
Você me faz parecer menos pó, menos pozinho


Quando você diz o que ninguém diz
Quando você quer o que ninguém quis
Quando você usa lousa pra que eu possa ser giz
Quando você arde ao arder e a sua teia cheia de ardiz

Quando você faz a minha carne triste quase feliz...


Você me faz parecer menos só, menos sozinho
Você me faz parecer menos pó, menos pozinho

Você me faz parecer menos... só
Menos sozinho...
Você me faz parecer menos pó, menos pozinha


me deu vontade de ouvir isso!!!

http://www.youtube.com/watch?v=cDozv8gRk8Y

quarta-feira, 14 de abril de 2010

dia internacional!!!

... do beijo

Beijo escondidinho – é quando a língua desaparece

Beijo Oceânico - É quando cobre o nariz do outro com os lábios.

Beijo de amigo (a) – Conhecido como o selinho.

Beijo de Tia – é aquele que só as bochechas se encostam, e a boca beija o nada.

Beijo aspirador de pó – é quando um (a) coloca a língua na garganta do outro (a) e suga tudo que vê pela frente.

Beijo Roda Gigante – O casal fica girando a cabeça de um lado para o outro.

Beijo metralhadora – É quando o beijador (ora) beija todo o corpo da vítima: pescoço, testa, orelhas, nuca e etc.

Beijo Conde Drácula – É o beijo que se estende por todo o pescoço.
O grande perigo é deixar o famoso chupão.

Beijo esquimó – É aquele que fica esfregando nariz com nariz.

Beijo experimental – coloca a boca no lábio superior alheio e faz com a língua movimentos circulares.

Beijo Francês – Esse como todo mundo já conhece é o famoso beijo de língua

Beijo Sangria – é uma pequena chupada nos lábios do parceiro (a).

Beijo Chinês - É o chamado beijo estalado...
ah tah!!! achei que tinha gosto de pastel!
hahaha, piada ridícula.

Beijo de Beber - Os (as) amantes dão de beber um (a) ao outro (a) usando a boca. É um costume romano e fica mais gostoso se for champanhe ou vinho. escolha bebidas boas... por favor!

Beijo de lagartixa – é dar uma lambida nos olhos do outro (a).

Beijo Assoprado – Beije sua mão e assopre para a pessoa em questão.

Beijo de borboleta - cílios com cílios ou cílios na bochecha... bochecha.

Beijo que faz criança crescer - na testa

Beijo na palma da mão - aquele que vai direto pro coração.

Beijo flex - com muita língua, saliva e mordidinhas.

Beijo power - o beijo em que um dita o ritmo para o outro.


Beijo surpresa: aquele roubado, que causa susto e prazer inesperado; faz rir. também pode fazer chorar... se vem acompanhado de um tapa.

Beijo tântrico: tem uma evolução, sem hora para terminar.

... - beijo na pessoa amada... qualquer um, aí eu ví vantagem!!!

não beijou hoje? tira o atraso amanhã... tem dia nem hora pra beijar.

exercício, lembra? ativa músculos, gasta calorias... hahahaha

beija eu, pega eu, molha que eu...

beija eu, beija eu, beija eu, me beija!!




hoje , mais uma vez, fiz um trajeto de pensamentos... me encaminhando ao ensaio, vi a cidade de cima... seus grandes predios... sua poluição... seu céu avermelhado... nuves e cores do outono.
momento de pensar... já postei esse caminho aqui (http://wwwdesopiler.blogspot.com/2010/03/boa-noite-no-outono.html)... só pra ilustrar... voltando ao dia de hoje... que lindo! umas vírgulas no caminho... principalmente quando em algum momento entregamos nossas vidas a comentários... intimidade é uma merda.
mas devo dizer que alguns servem pra nos deixar atentos. hoje falamos muito num tal termo: "dedo no cú", calma! pode ser literal ou não... os dois te deixam espertos. rs
...prazeres e satisfações ou mesmo incômodos são pessoais. há de tomar cuidado com quem não está feliz... eles nem sempre são solidários a felicidade alheia. arruda neles!!! mas quero dizer que aquelas águas de Iemanjá, que já postei aqui também, estão levando tudo, até mesmo aquelas coisas, que apesar de serem amor, ficaram estagnadas fazendo sofrer... torturando, brigando, deixando palavras no ar... exercitando egos. felicidades à nós todas (os). as águas já são outras... e tem muito tempo...
désopiler

terça-feira, 13 de abril de 2010

bonsoir!!!

na madrugada percebi...
minha lua agora tem um céu cheinho de estrelas...
já faz tempo, cansou de viver só.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

... tanto bate até que fura!


é.... saem os pregos, mas o muro fica esburacadinho...
frase da tarde...
falando das mágoas

linda, como uma tarde de sol no outono?

receita


pra perder o trauma de maçã do amor...
só um outro amor!!
désopiler

sexta-feira, 9 de abril de 2010

quinta-feira, 8 de abril de 2010

acertando os detalhes!!!


voltando a falar de amor, relação de amor
você acredita que algo pode sobreviver 35 anos depois? não fale de conviver, isso eu acredito. falo de algo que fica guardado... naquele cantinho do coração... lembra? e você segue vivendo sua historia. escrita no seu presente... mas, um belo dia... você tem mais uma chance com um amor deixado no passado. onde moram todas as suas lembranças. onde você, de algum jeito, guardou e alimentou, mesmo que em pequenas gotas. nunca pensou nisso, né? pois bem... o que você faz?

1. camufla isso pra sí próprio ( )
2. camufla isso pro outro ( )
3. se acha velho demais para retomar um romance ( )
4. se atira com tudo, porque o tempo passa e você já estava afim de um celibato ( )
5. compra uma passagem pra Londres no feriado de Tiradentes ( )
6. N.R.A. (pr'aqueles que nunca pensaram sobre isso) ( )

*** boa viagem Dinda! viva seu amor intensamente... e se tiver tempo me manda um cartão.
bjs da princesa.


segunda-feira, 5 de abril de 2010

e segue a segunda!


minha guru diz:
para amenizar uma dor
nada como jogos de sedução,
sexo e embriaguez.

qual seu filme de amor preferido?


além de mudar algumas coisas de lugar na minha casa , acabo de perceber que mudei coisas dentro de mim também.
tinha a indicação de um filme que nunca via...
e papo vai, papo vem, resolvi pega-lo.
bem no feriado de páscoa. olha só...
...
Joel e Clementine formavam um casal que durante anos tentaram fazer com que o relacionamento entre ambos desse certo. Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la e começa a encaixar Clementine em momentos de sua memória os quais ela não participa...
...
triste, né? querer tirar da memória alguém que foi importante...

“amor a gente não tira do coração... Senão fica buraco. A gente arruma um lugarzinho por ali e aloja ele de forma bem carinhosa”.
palavras do Lameirão, que eu já postei por aqui.

viver de quê?
de presente?
de futuro?
quem seria você sem suas lembranças e histórias?
quem seria eu...

filme triste, que me fez chorar...
mas compreendi que dizer ok! pode durar menos do que imaginamos.
"...e quando sentadas na mesa do almoço e só percebendo o quanto uma incomodava a outra... o quando "seu espaço" invadia o "meu espaço" e vice versa..."
aaaaaaaaaargggggg!!
que papo mais mala.
assim, acabamos aqui uma historia.
de muito amor, paixão, dedicação.
nos libertamos de algo que foi lindo e intenso...
acabou.
désopiler!



touro com ascendente em mau humor!!!


celular... sucata.
televisão... deu pau.
caixa de chocolate inteira... dor de barriga
frio na madrugada... pensamentos
juju... ai, juju.
... será inferno astral?

coração apertado!


ai Juju... cadê vc???

poetando!!!


como o sol, é quando você chega.
alegre... cheia de luz e calor
sempre surpresa
amor

já quando a lua...
tenho paixão
cio, mulher
por vezes posse...
ciúme.

Cio (Kiko Dinucci/Douglas Germano)

Cortina de contas
prisma esparramando luz grená
língua lambe o lábio
maculável, macia, magma
velas, cobertor, incençário, flor, Drummond, baguá
o roupão largado
um estorvo pro corpo se mostrar... vermelho

Espelho de mosaico
ela afasta o cabelo pra se olhar
Arrepio acende
unge, unta, uiva, única
unha no tapete
arranhando o carinho que não há
corpo se aninhando,
contorcendo pro cio transbordar... vermelho

tem algo em eclipse???
boa noite.


sábado, 3 de abril de 2010