quarta-feira, 29 de junho de 2011

segunda-feira, 27 de junho de 2011

segue o baile! ... digo, a semana.

... um feriado
tanta coisa.
uma fogueira.
uma amiga querida.
um almoço.
uma quase briga.
uma sopa.
um sono a tarde.
uma meia lua.
uma bruma.
uns sorrisos.
uma musica.
uma dança.
um bolo.
uma morte.
um aconchego.
um prazer.
uma culpa.
muitos amigos.
e felicidade.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

hoje, as 16:17

e quando tudo parecia vazio...
entravam alguns raios de sol pela minha janela
e ouvia-se um som vindo diretamente de Olorum
obrigada!

longe do mar...

reparando as redes

no segundo dia de inverno

Ai que vontade de brigadeiro de panela. é, acho que vou me aventurar num hoje

Mas nem gosto tanto de doce... não gostava. depois que mudei pra essa cidade

Entendi que o doce, o chocolate, é abrandador das tristezas.

... brigadeiro de panela, duas gatas persa, um computador, uma amante...

4 coisas que te fazem sair da fossa... mas te causam danos e dependência, algumas mais... em outros momentos menos... outras.

Tarde fria... novidade. Começo a pensar em ir e não voltar... me mudar mesmo.

Enquanto esse dia não vem...

um brigadeiro, 5 gatos, um blog e um monte de amor... dentro de mim.

désopiler!!

nem precisava ser mandamento.

... 11º - não magoarás!

domingo, 19 de junho de 2011

Pra você!

ai jesus!!!
domingo de sol... calor as portas do inverno e eu... brega.
putz o amor faz isso, né?
aiai, ouvindo paula fernandes

Eu quero ser pra você
A alegria de uma chegada
Clarão trazendo o dia
Iluminando a sacada

Eu quero ser pra você
A confiança, o que te faz
Te faz sonhar todo dia
Sabendo que pode mais

Eu quero ser ao teu lado
Encontro inesperado
O arrepio de um beijo bom
Eu quero ser sua paz a melodia capaz
De fazer você dançar

Eu quero ser pra você
A lua iluminando o sol
Quero acordar todo dia
Pra te fazer todo o meu amor

Eu quero ser pra você
Braços abertos a te envolver
E a cada novo sorriso teu
Serei feliz por amar você

Se eu vivo pra você
Se eu canto pra você
Pra você

a chegada do inverno

Volpi, bandeiras e mastro

fim de semana bom!
cantoria, novos palcos,
encontro com pessoas de importância na minha vida...
meu sobrinho em casa com sua linda iaiá. ai familia... que saudade.
ontem derrubei o mastro. promessa paga e agradecida.
pra ano que vem, como disse a melina,
estudamos mais um pouquinho e sairá tudo mais a contento...
mais a contento?
foi tudo muito lindo, como tinha que ser.
eu, bem agradecida a tudo!
e feliz!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

umbigo é um cú... sem função!


ahhh, e esse raio de umbigo...
as vezes parece que tudo na vida é pra gente...
mas basta a gente levantar a cabeça.
o mundo tá ae, cheeeeeio de gente.
nem tudo é pro nosso endereço, mas bem que a gente gostaria...
de certo pra continuar alimentando as mazelas que criamos pra nossa vidinha.
andei pensando:
umbigo depois que a gente nasce só serve pra dar hérnia, né?


(só salvo numa moda umbiguinho de fora! hummm, nada mal.)
désopiler!!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

ei... cá comigo e pra quem interessar possa

tem um eclipse lá fora!
será que não é o momento de cessar?
chega de intolerar. chega de acusar.
chega de odiar.
amor é sempre o caminho. pra que desvirtuar?
...depois o coração sofre.
é bom aproveitar as mudanças e acontecimentos radicais da natureza e virar páginas.
perdoe.
pense coisas boas.
acaricie-se sem precisar chicotear os outros.
aproveite pra desvendar.
respira bem fundo.
tire a visão turva e vai...

entenda que todos os dias a natureza
ou isso que chamamos resumidamente de vida,
está sempre dando uma chance pra mudanças.
o eclipse vai passar mas fica a sensação...
a beleza de vê-lo,
o ar frio da noite,
o azul intenso e imenso sobre a nossa cabeça.
fica a lua... tão linda!
agradeça.
sempre.

terça-feira, 14 de junho de 2011

sal grosso, alecrim e arruda... banho de terça!



só pra garantir o que já tá lindo!!!
sarro de cachimbo no teu olho!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

a chama acesa...

pra renovar laços.

dia de santo antonio. acabo de falar com minha mãe. devota fervorosa do santo... mas acredite, diz ela que muitas tarefas no dia de hoje (obra em casa) e a idade, claro, fizeram com que ela se esquecesse da data. conheço minha mãe... teve foi preguiça de encarar aquela fila gigante pra receber os pãezinhos e comprar os pedaços de bolo pras filhas... aquele com o santo dentro... ou não, né? hoje lembrei de minha prima GAU... passou um tempo comendo raspa da imagem de santo , uma colher por dia. tudo isso pra ver se casava. casou... se foi bom? não sei. dizem que foi mais ou menos. era engraçado veraquilo, mas sempre preferi o consolo da minha avó pra quando não achavamos o santo no nosso pedaço: se não veio filha, é pq voce não precisa! lindo, né? hoje não comi bolo de santo antonio... mas preciso? só faço a oração... rezo!

rezo à santo antonio hoje, pelo amor lindo que tenho,
que ja andei pondo a prova mas santo antonio sabe que é ele que quero.
rezo à santo antonio que meu amor continue sorrindo ao me ver
e diga sempre, sem cansar, que sou eu o seu amor.
rezo pelo meu sorriso diário ao pensar nele.
rezo à santo antonio que tudo vivido até agora seja multiplicado,
porque é muito bom.
e rezo à todos os santos mas principalmente agradeço
por poder passar mais um dia 12 juntinho do meu amor.
amém.

sábado, 11 de junho de 2011

pra transformar

uma insônia bateu aqui...
exitei deixa-la entrar, mas quem pode lutar com uma força maior?
quando ela vem , deixe que entre
talvez seja uma boa conversar e tomar um chá...
quem sabe ela não elucida algumas coisas
insônia, insônia, insônia tens algo a me dizer? não!
então dê boa noite e vá. preciso muito dormir.
são 4:10 e faz 4º
posso ir?

quarta-feira, 8 de junho de 2011

porque são muitas coisas à agradecer

porque as maiores graças foram concedidas e as demais estão encaminhadas

terça-feira, 7 de junho de 2011

reza

respira bem fundo
toma seus antibióticos
esquenta a bolsa de agua quente
faz um chá
se livre dos pensamentos ruins
e agradece
... que já já passa.

viajando

era mar
era peixe
sou eu e você
em qualquer lugar

é chove lá fora...






segunda-feira, 6 de junho de 2011

como um peixe fora d'agua

PARA DE SE DEBATER!
dias dificeis, cheios de pequenas feridas, abertas, ardidas. mas vejo que não sou só eu. então me pergunto: a humanidade sofre junta? como uma epidemia? nesse momento me falta paciência. há quem diga que é fé... será? quero muito ter a certeza de que ela há em mim... mas fé é alguma coisa tão... pessoal, incolor, inodora... só quem tem sabe, os outros deduzem a fé alheia ou simplesmente sentenciam: não, ela não tem fé! sim eu tenho. nem sei pq tô aqui duvidando dela. o que eu não tenho é estabilidade, um bom motivo pra continuar no barco em que estou e pouca paciência pra quem só ouve o que quer. já disse: para de se debater!!